Igualdade é tema abordado por Ministério de Motociclistas em visita
maio 25, 2018
Exibir tudo

Distribuição de livros sobre saúde mental movimenta instituição

As regiões de Belém e Benevides contaram com vários pontos de distribuição de livros e atendimentos de saúde, esses pontos fazem parte do projeto Impacto Esperança.
O Impacto Esperança é um programa que incentiva a leitura e provê a distribuição anual em massa de livros. Nas igrejas locais, os membros são divididos em grupos e fazem a distribuição de casa em casa e também em outras áreas de cada cidade, na Faculdade Adventista da Amazônia (FAAMA) não foi diferente, foram distribuídos mais de 7 mil livros.

Para os alunos de Teologia o Impacto Esperança começou na sexta-feira, 25, com várias visitas realizadas nas unidades socioeducativas, em parceria com o projeto Reescrevendo Minha História .

“O poder que a esperança tem através da palavra de Deus é imensurável, esses livros podem trazer momentos de luz que podem direciona-los para um novo caminho”, afirma Danilo Martins, coordenador do Projeto Reescrevendo Minha História.

Abordando temáticas importantes para a saúde mental, o livro “O Poder da Esperança” foi distribuído no sábado, 26, por alunos e funcionários em uma blitz em frente a instituição, em postos de gasolina e nos bairros próximo a faculdade.

O estudante de Teologia Kevin Vinicius afirma que essa ação é de grande relevância: “Estamos levando esperança para esses momentos que o Brasil tem passado, as pessoas precisam saber que nos importamos com elas”, completa. 

Devido a greve dos caminhoneiros, que ocorre em todo o país, o posto de gasolina próximo a FAAMA está lotado de grevistas. Esse público foi atendido pelos enfermeiros que aferiram pressão e deram algumas orientações para uma vida mais saudável aos que passaram pelo local.

Herick de Jesus, um dos caminhoneiros atendidos no posto de gasolina, se identificou com a história do livro recebido: “Na primeira página do livro conta a história de um rapaz que tinha 2 meses que não via a mãe por falta de tempo. Isso é o que nós caminhoneiros passamos”, conta emocionado.

Conversando, orando e distribuindo livros várias pessoas foram alcançadas e puderam parar por alguns minutos para ouvir sobre depressão, ansiedade e outras doenças mentais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *