Notícias

Verdadeiro #10yearsChallenge: FAAMA comemora 10 anos em 2019

A Faculdade Adventista da Amazônia comemora sua primeira década neste ano com grandes planos e uma linda história. Em 2009 a instituição realizava o primeiro vestibular  nacional para o curso de Teologia e assim iniciou suas atividades. Assim como os participantes do #10yearschallenge nas redes sociais, a FAAMA mudou muito sem perder o foco na missão. As metas se ampliaram, os horizontes se expandiram e o número de alunos e de serviços oferecidos subiu.

O curso de Teologia foi  também a raiz do surgimento de outros  serviços como explica o Diretor Administrativo, pastor Paulo Coelho. “A intençao da criação da FAAMA  era ter uma escola que formasse pastores para pregar o evangelho e cumprir a missão. Como as famílias dos teologandos passaram a frequentar o campus, surgiu a necessidade de implantar o Ensino Médio. porque muitos teologandos já tinham filhos. E assim a FAAMA começou a se expandir”.

Atualmente a FAAMA possui quase mil alunos no total. “Nós fomos avançando até o maternal e o que começou com 50 teologandos hoje possui 200 alunos no curso de teologia, 80 cursando Pedagogia e 630 no Ensino Médio e Fundamental”.

A mudança mais perceptível não se deu no propósito mas nos recursos. “De certa forma, a missão da FAAMA era formar pastores para pregar o evangelho. Hoje, nós temos professores pregando o evangelho. Isso é interessante porque no começo a idéia era formar e enviar e agora nós recebemos alunos não cristão ou não adventistas procurando um ensino forte e consolidado,  para quem nós podemos levar uma mensagem de salvação”.

A expectativa para os próximos dez anos tem a ver com um novo campo ainda não explorado.  “A FAAMA sonhou com o curso de Medicina em 2018 mas ficamos em terceiro colocados no edital do governos para autorizar a instalação do curso. Para a próxima década queremos criar um pólo na área de saúde para enviar missionários para o Hospital Adventista de Belém. Estamos planejando um curso de Fisioterapia, Psicologia, Enfermagem e o curso de Medicina que seria a cereja do bolo”.