Notícias

CATIVAR: Professores participam de palestras com autores dos livros-didáticos

Um dos principais objetivos do CATIVAR, a primeira Capacitação Pedagógica em 2019 , é desenvolver um olhar mais aprofundado sobre o material didático, principalmente no caso dos professores do Ensino Fundamental I e II.

Para isso, o evento contou com a participação de dois autores dos livros didáticos da Casa Publicadora Brasileira: O professor Zultonney Flávio Sampaio Velasco, autor de toda coleção de Matemática para todo o ensino Fundamental I, e a professora Mônica Spada, autora do conteúdo de Língua Portuguesa.

Conhecer os conceitos-base do material e apresentar o conteúdo ao aluno com flexibilidade e autonomia é a principal vantagem em participar de um evento como o CATIVAR, segundo a professora Mônica. “Isso contribui para que o professor possa desenvolver as próprias atividades. Quando ele entende o conceito e todas as teorias que estão por trás, ele tem condições de ser o autor que vai selecionar os melhores materiais em cada caso. E em contrapartida ele também desenvolve essa autonomia no aluno que pode estar agora na posição de analista, de forma reflexiva”.

Para ela, o CATIVAR traz para o professor e para o autor de livros didáticos uma oportunidade de troca que torna o material melhor contextualizado. “É nesse tipo de evento que você consegue perceber a relevância de um bom material. Uma coisa é você desenvolver o seu material pensando no seu contexto. Outra coisa é verificar que para alguns deu certo, pra outros não. Trabalhar essa discrepância de uma maneira que haja  equilíbrio em todo o Brasil é um desafio”.

A professora do Ensino Fundamental I, Whitney França elogiou o conteúdo apresentado por Mônica. “A palestra foi muito produtiva. Eu era da Educação Infantil, entrei agora para o Fundamental I e todas as minhas dúvidas foram sanadas”. Ela ressalta que apenas o conteúdo aprendido no curso de pedagogia não substitui esse tipo de aprofundamento.

“A sala de aula é uma caixinha de surpresa. A gente tem que estar  sempre pesquisando e procurando saber mais. Há mudanças constantes, o governo está mudando o tempo todo, seja a escrita, seja outro assunto. Por isso, o que a gente viu aqui vai servir de suporte durante todo o ano letivo para buscarmos saber mais”.

Ser professor adventista é algo que vai além da pedagogia para Whitney. “As outras escolas apresentam apenas o conhecimento.  A gente vai além. A gente apresenta um Deus. A gente apresenta para os alunos que Deus é o grande professor e que é por meio dEle que se adquire conhecimento. Diante disso é importante estar muito bem embasado”.

Spada concorda que é preciso estar preparado diante de todas estas alterações. “Diante do cenário que a gente vive hoje,  o professor adventista precisa cada vez mais se capacitar e comparar todas as teorias à luz da nossa teoria maior que é a Bíblia.  A gente vai saber exatamente como agir quando todo mundo estiver perdido”.